Hamilton vence na Alemanha. Nelsinho Piquet é segundo!

Até a volta 37, o GP da Alemanha estava até sonolento, com pouquíssimas disputa por posição. Foi aí que uma suspensão traseira do carro de Timo Glock mudou os rumos da prova: uma quebra e uma forte batida provocou a entrada do safety car na pista e colocou fogo na prova, que até então era tranquilamente liderada por Lewis Hamilton.

Melhor: o problema foi providencial para o brasileiro Nelsinho Piquet, que havia largado em 17º lugar. Único piloto a apostar em apenas uma parada nos boxes neste domingo, ele tinha acabado de sair do pit stop no momento do acidente. Com isso, ganhou diversas posições e chegou a liderar boa parte da segunda metade da corrida. No final, não suportou o bom rendimento da McLaren de Hamilton, mas mesmo assim encerrou a disputa com uma sensacional segunda colocação em sua décima corrida na categoria.

Coincidentemente, a maior conquista da carreira do filho do tricampeão mundial Nelson Piquet veio cinco dias antes do aniversário do piloto da Renault e em um circuito localizado a cerca de 20km do seu local de nascimento, a cidade alemã de Heidelberg – de acordo com Nelsinho, não há nenhuma relação com a Alemanha: o parto ocorreu lá apenas porque a maternidade local era melhor. Fato é que ele conquista o primeiro pódio na carreira justamente na pista onde seu pai estreou na categoria, em 1978.

Felipe Massa, por sua vez, foi o terceiro colocado. Trata-se da primeira vez desde o GP da Bélgica de 1991 que dois brasileiros sobem ao pódio de uma prova, com Piquet em terceiro em uma prova vencida por Ayrton Senna. Na ocasião, o Piquet pai curiosamente pilotava uma Benneton, equipe que se tornaria a Renault – foi também a última vez que o tricampeão mundial chegou a liderar uma corrida.

Confira a classificação final da prova:

1º- Lewis Hamilton (ING/McLaren)
2º- Nelsinho Piquet (BRA/Renault) – a 5s586
3º- Felipe Massa (BRA/Ferrari) – 9s339

4º- Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber) – a 9s825
5º- Heikki Kovalainen (FIN/McLaren) – a 12s411
6º- Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – a 14s403
7º- Robert Kubica (POL/BMW Sauber) – a 22s682
8º- Sebastian Vettel (ALE/Toro Rosso) – a 33s299
9º- Jarno Trulli (ITA/Toyota) – a 37s158
10º- Nico Rosberg (ALE/Williams) – a 37s625
11º- Fernando Alonso (ESP/Renault) – a 38s600
12º- Sébastien Bourdais (FRA/Toro Rosso) – a 39s111
13º- David Coulthard (ESC/Red Bull) – a 54s971
14º- Giancarlo Fisichella (ITA/Force India) – a 59s093
15º- Kazuki Nakajima (JAP/Williams) – a 1min00s003
16º- Adrian Sutil (ALE/Force India) – a 1min09s488
17º- Jenson Button (ING/Honda) – a uma volta

Abandonaram:

Rubens Barrichello (BRA/Honda) – volta 52
Mark Webber (AUS/Red Bull) – volta 41
Timo Glock (ALE/Toyota) – volta 37

fonte:gazetaesportiva.net

By Fernando Arbex

Uma resposta to “Hamilton vence na Alemanha. Nelsinho Piquet é segundo!”

  1. Lari Quintino Says:

    Essa corrida foi emocionante!
    Hamilton realmente é um piloto que “faz a diferença” ( como disse Reginaldo Leme na transmissão da globo)
    Ele superou uma estratégia mal feita e mostrou todo seu talento.
    Mas, melhor que ver a competência de um grande piloto, foi o sorriso de Nelsinho no pódium. O garoto não se cabia de alegria.
    Tomara que ele proporcione grandes momentos para nós, como Lewis anda proporcionando

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: