Palmeiras goleia Santos e entra no G4

O lateral-esquerdo Leandro chegou ao Palmeiras em janeiro de 2007. Passou por altos e baixos no ano passado, mas se firmou em 2008. Das 39 partidas que o Verdão jogou, o camisa 6 só não participou de duas, por um problema em seu contrato. Mas dos 88 duelos que já fez pelo Alviverde, Leandro certamente não esquecerá o desta quinta-feira, contra o Santos. Afinal, o lateral-esquerdo foi decisivo para a vitória por 4 a 2, no Palestra Itália.

– Não sou muito de fazer gol. Fiz dois no primeiro tempo e acho que a cota do ano já acabou. Acho que vai até chover hoje – afirmou o camisa, 6 depois de marcar dois gols – ele tem três pelo clube – e dar uma assistência (a 11ª do ano), ainda no primeiro tempo.

Quando joga no Palestra Itália, o Verdão realmente é diferente. São 14 partidas em seu estádio neste ano, com 12 vitórias e apenas dois empates. Nesta quinta, mais um triunfo, que fez com que o time da casa chegasse aos 24 pontos, de volta ao G4. Já ao Peixe, com 11, fica cada vez mais preso na zona do rebaixamento. A distância para a Portuguesa, primeira equipe fora do setor da degola, é de cinco.

O Palmeiras foi ataque desde o começo da partida. Logo aos 3 minutos, Leandro começou a mostrar que estava inspirado. Bateu falta cruzada, que resultou em gol. Anulado pelo assistente Ednilson Corona, que marcou impedimento de Alex Mineiro. Lance duvidoso, pela posição do camisa 9 e por ele não ter tocado na bola.

Aos 12, começou a blitz palmeirense. Alex Mineiro recebeu lançamento na área e apenas rolou para Leandro, como se fosse um autêntico centroavante, abrir o placar. Dois minutos depois, foi a vez do artilheiro do Brasileirão, agora com nove gols, fazer o seu: ele recebeu belo passe de Diego Souza e só tocou para o gol.

O terceiro tento palmeirense nasceu outra vez dos pés de Leandro. O camisa 6 bateu falta cruzada e o goleiro Felipe, adiantado, acabou aceitando. Gol parecido com o que o xará corintiano do santista sofreu contra o Bahia.

Perdendo por 3 a 0, o Santos foi ao ataque. Aos 33, Fabão recebeu na área palmeirense e cruzou para Kléber Pereira diminuir. Os torcedores palmeirenses que compareceram em bom número ao Palestra Itália, prenderam a respiração cinco minutos depois do tento do artilehrio santista, quando Apodi recebeu no meio da defesa do Verdão e fez o segundo para o Santos.

Mas a reação do Peixe acabou aos 44. Em outra falta batida por Leandro, que o zagueiro Gladstone, conseguiu desviar para marcar seu primeiro pelo Alviverde.

A emoção ficou mesmo para a etapa inicial. No segundo tempo, os técnico tentaram, mas o jogo perdeu muito em qualidade. Aos 19, o técnico Cuca resolveu abandonar o esquema com três zagueiros. Dois minutos depois, foi a vez de Vanderlei Luxemburgo fazer o mesmo. Foi a primeira vez neste Brasileirão que o Palmeiras entrou em campo no 3-5-2, muito por conta das seguidas falhas da dupla Jeci e Gladstone.

A partir dos 38 minutos do segundo tempo, a torcida palmeirense começou a provocar o Santos: “ão, ão, ão, Segunda Divisão”. O triunfo acabou com o jejum de vitórias do Alviverde, que não vencia o rival desde 2005, quando ganhou por 2 a 1, também pelo Brasileiro.

O Palmeiras volta a campo no próximo domingo à tarde contra o Grêmio, no Sul. Já o Peixe receberá o Vasco, na Vila Belmiro, no mesmo dia.

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS 4 X 2 SANTOS

Estádio: Palestra Itália, São Paulo (SP)
Data/hora: 24/7/2008 – 20h30 (de Brasília)
Árbitro: José Henrique de Carvalho (Fifa-SP)
Auxiliares: Ednilson Corona (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)

Renda e público: R$ 571.567,50 / 21.339 pagantes
Cartões amarelos: Maurício, Leandro, Diego Souza e Valdivia (PAL); Fabão, Kléber, Marcelo, Fabiano, Maykon Leite e Kléber Pereira (SAN)
Cartão vermelho: Cuca, 47’/2ºT (SAN)
GOLS: Leandro, 13’/1ºT (1-0); Alex Mineiro, 15’/1ºT (2-0); Leandro, 28’/1ºT (3-0); Kléber Pereira, 33’/1ºT (3-1); Apodi, 38’/1ºT (3-2); Gladstone, 44’/1ºT (4-2)

PALMEIRAS: Marcos, Maurício (21’/2ºT – Maicosuel), Jeci e Gladstone; Fabinho Capixaba, Jumar, Wendel, Diego Souza (Lenny, 43’/2ºT) e Leandro; Valdivia e Alex Mineiro. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

SANTOS: Felipe, Marcelo, Fabão e Fabiano Eller (19’/2ºT – Tiago Luís); Apodi, Adriano (28’/2ºT – Fabiano), Dionísio, Molina (Intervalo – Maykon Leite) e Kléber; Cuevas e Kléber Pereira. Técnico: Cuca.

By Vitrola

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: