Archive for the ‘Vitória’ Category

Chelsea confirma favoritismo e vence Olympiacos

março 6, 2008

28033.jpg

Com muita tranqüilidade, atuando em seus domínios, o Chelsea não teve problemas para golear o Olympiacos por 3 a 0 e avançar às quartas-de-final da Liga dos Campeões. O jogo de ida, em Atenas, havia terminado num empate em 0 a 0. Ballack, Lampard e Kalou marcaram os gols ingleses na partida.

Nos primeiros instantes, já era perceptível que a estratégia do Chelsea seria a de sufocar os gregos em seu campo defensivo. Jogando com o apoio dos torcedores, o técnico Avram Grant escalou um time muito ofensivo, com Ballack, Lampard e Joe Cole na armação para os atacantes Kalou e Drogba.

FICHA TÉCNICA:

CHELSEA 3 X 0 OLYMPIACOS

Estádio: Stamford Bridge, Londres (ING)
Data/hora: 05/3/2008 – 16h45min (de Brasília)

Árbitro: Manuel Mejuto González (ESP)
Auxiliares: Juan Carlos Yuste Jiménez (ESP) e Jesus Calvo Guadamuro (ESP)

Cartões amarelos: Lampard, Paulo Ferreira (CHE); Pantos
Cartões vermelhos: Não houve

GOLS: Ballack, 5’/1ºT (1-0); Lampard, 24’/1ºT (2-0); Kalou, 2’/2ºT (3-0)

CHELSEA: Cudicini, Paulo Ferreira, Terry, Ricardo Carvalho e Ashley Cole; Makélélé, Ballack, Lampard (Essien, 32’/2ºT) e Joe Cole (Wright-Phillips, 33’/2ºT); Kalou (Malouda, 25’/2ºT) e Drogba. Técnico: Avram Grant.

OLYMPIACOS: Nikopolidis, Zewlakow, Julio Cezar, Antzas e Pantos; Ledesma (Belluschi, 8’/2ºT), Patsatzoglou, Torossidis (Sisic, 31’/2ºT) e Stoltidis; Djordjevic (Leonardo, 11’/2ºT) e Kovacevic. Técnico: Tákis Lemónis.

By Vitrola

Anúncios

São Paulo vence com dois gols do Imperado

março 6, 2008

imperador.jpg

Falem bem ou mal, mas falem de mim. Em meio as polêmicas em que se envolveu, Adriano, enfim, desencantou no São Paulo. Com raça, determinação e dois gols, o Imperador foi o grande responsável pela vitória do Audax Italiano por 2 a 1, nesta quarta-feira à noite, no Morumbi.

A torcida já estava desesperada pois o time perdia por 1 a 0. No entanto, começou a brilhar a estrela do craque. Persistente no ataque, e com a sabedoria de quem estava devendo com a camisa são-paulina, Adriano fez o que sabe: gols. O primeiro após cruzamento de Jorge Wagner, aos 29 da etapa final. No segundo, ele aproveitou rebote do goleiro e fez a torcida delirar de alegria.

Mas nem tudo foi festa nesta quarta. definitivamente, não dá para entender o São Paulo. Mesmo mantendo a base pentacampeã brasileira de 2007 e trazendo reforços de peso, a equipe não consegue apresentar um futebol minimamente descente.

Dizer que o São Paulo não arriscou no primeiro tempo, é injusto. Mas a falta de um meia armador dificultou as ações do time brasileiro. A solução foi arriscar de longe, quando, por duas vezes, Jorge Wagner marcou. E nos poucos minutos que teve lucidez para armar o jogo, o Tricolor levou perigo e quase André Dias e Adriano não deixam suas marcas.

Na segunda etapa, o golpe surpresa. Com mais posse de bola, o Tricolor seguiu melhor. No entanto, em um lance isolado, Villanueva entrou driblando e bateu com categoria para vencer Rogério Ceni. 1 a 0 Audax.

A partir do gol, Muricy tomou atitude. Tirou Fábio Santos e colocou Aloísio. O time mas continuou insistindo na bola aérea. Mal sabia o Audax que essa é uma das principais ‘virtudes’ do Tricolor na temporada. Aos 29, bola no pé de Jorge Wagner e direto na cabeça de Adriano. Tudo igual no Morumbi.

Com o empate e um a mais em campo, a torcida explodiu em canto. O São Paulo, enfim, acordou. Minutos mais tarde, o golpe final do Imperador. Após chute de Hernanes, Adriano estava na hora certa e no lugar certo. Bola no pé dele, gol tricolor e festa na torcida.

Fim de jogo no Morumbi. Se mais uma vez no apresentou um futebol convincente, o São Paulo segue vencendo. E melhor, assumiu a ponta do grupo 7. Agora os brasileiros têm quatro pontos, contra três do Luqüeño, que ainda vai jogar nesta rodada.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 1 AUDAX ITALIANO

Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 5/3/2008 – 21h45min (de Brasília)
Árbitro: Sérgio Pezzotta (ARG)
Auxiliares: Hernán Maidana (ARG) e Gustavo Esquivel (ARG)

Renda e público: 29.047/ 691.655,00
Cartões amarelos: Adriano, Éder Luis (SAO); Leal, Garrido, Rocco (AUD)
Cartões vermelhos: Rocco (AUD)
GOLS: Villanueva, 17’/2T (0-1); Adriano, 29’/2T (1-1)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Zé Luis, André Dias, Mirada e Richarlyson (Júnior, 17’/2T); Fábio Santos (Aloísio, 25’/2T), Hernanes, Éder Luis e Jorge Wagner; Borges e Adriano. Técnico: Muricy Ramalho.

AUDAX ITALIANO: Villasanti, Venegas, Garrido, Rocco, Guitiérrez, Broli, Braulio, Miguel Angel, Villanueva, Orellana e Ýañez (Ramos, Intervalo) – Técnico: Raul Toro

By Vitrola

Botafogo vence o Vasco no primeiro clássico Carioca

fevereiro 3, 2008

botafogo-e-vasco.jpg

 

Um gol de pênalti a poucos minutos do final definiu a vitória por 3 a 2 do Botafogo sobre o Vasco, neste sábado, no primeiro clássico do Campeonato Carioca. Lucio Flavio foi o responsável pela cobrança que manteve o time de General Severiano com 100% de aproveitamento.

O resultado manteve os comandados de Cuca na liderança do Grupo B, com 15 pontos. Eles estão praticamente classificados às semifinais da Taça Guanabara. Já a equipe dirigida por Romário e Alfredo Sampaio, estacionada nos nove, está empatada na segunda posição.

Melhor no primeiro tempo, o Botafogo abriu vantagem com gols de Zé Carlos e Túlio. No início da etapa final, no entanto, o gol de Jorge Luiz e a expulsão de Zé Carlos, mudaram o panorama. Com um a mais, o Vasco buscou o empate, com Bruno Meneghel, mas foi castigado com um pênalti no final.

As duas equipes voltam a campo, pela sexta rodada da Taça Guanabara, na próxima quarta-feira. Enquanto o time de General Severiano defende seu retrospecto perfeito contra a Cabofriense, no Engenhão, a formação de São Januário recebe o Friburguense em busca da recuperação.

By Vitrola

Internacional vence a primeira no Gaúchão

janeiro 25, 2008

picca47o0yl.jpg

Três partidas fecharam a segunda rodada do Campeonato Gaúcho na noite desta quinta-feira. E, em apenas uma os donos da casa levaram a melhor.

O Internacional venceu o Veranópolis no Beira-Rio e ficou na vice-liderança do Grupo II com quatro pontos. Já o VEC ficou na quarta colocação na chave, com quatro pontos.

No estádio Alfredo Jaconi, o Juventude empatou em 2 a 2 com o Internacional de Santa Maria e ficou na posição do Grupo II. O Coloradinho, por sua vez, ficou no sexto lugar na chave, com dois pontos.

Finalmente, o Guarany de Bagé perdeu por 3 a 1 para o São Luiz em pleno estádio Estrela D’Alva. Com o mau resultado em casa, o alvirrubro se manteve na lanterna do Grupo II, ainda sem pontuar. O time da cidade de Ijuí, por outro lado, ficou isolado na liderança da chave, com seis pontos.

Confira os resultados desta quinta-feira do Gauchão:
GRUPO II
24/01/2008
– Guarany de Bagé 1 x 3 São Luiz
– Juventude 2 x 2 Internacional de Santa Maria
– Internacional 2 x 0 Veranópolis

Fonte: Bolarolando

Viola marca golaço, mas Fluminense vira no Maraca!

janeiro 24, 2008

was.jpg

Jogando em casa e com apoio da torcida, o Fluminense encarou o vilão Duque de Caxias no Maracanã e teve trabalho.

O time visitante contava com a estréia do folclórico atacante Viola de 39 anos. E logo aos 7 minutos, Madson recebe pela esquerda, centra para Edivaldo, que, sozinho, toca para o fundo da rede.

O tricolor carioca respondeu aos 21, quando Thiago Neves cobra falta da direita, Washington testa, mas a bola bate na trave. Cinco minutos mais tarde, após cruzamento da esquerda, Gustavo Nery falha e Viola, de voleio, faz um golaço. 2×0 para os visitantes em pleno Maracanã.

Aos 34, o flu quase marca. Após escanteio, Luiz Alberto cabeceia, mas Fernando salva o time da Baixada Fluminense.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com duas alterações. Junior Cesar e Cícero nos lugares de Gustavo Nery e Fabinho, respectivamente. As alterações deram certo e o tricoloro pressionou o Duque do início ao fim da segunda etapa.

Logo aos 3,  O Duque de Caxias sai jogando errado, Thiago Silva rouba a bola, chuta e faz um bonito gol. O gol ascendeu a torcida e o Fluminense continuou a massacrar o adversário. Tanto que aos 8 o empate veio. Gabriel toca para Dodô, que entrega a Leandro Amaral. O atacante invade, passa pelo goleiro e marca um belo gol.

A virada era questão de tempo, já que o Duque de Caxias não conseguia sair para o jogo. Aos 27, Thiago Neves cobra falta, Washington se antecipa ao goleiro Fernando e manda de cabeça para o fundo da rede.

Depois o time comandado por Renato Gaúcho cansou e voltor a dar espaços para o clube da baixada.

Aos 37, Marcelo Cardoso cobra falta, Diego dá rebote e Silva desperdiça uma chance incrível para o Duque de Caxias. O Fluminense respirou aliviado: os três pontos estavam garantidos.

FLUMINENSE
Diego, Gabriel, Thiago Silva, Luiz Alberto e Gustavo Nery (Junior Cesar); Ygor, Fabinho (Cícero) e Thiago Neves; Leandro Amaral, Dodô e Washington (Maurício).
Técnico: Renato Gaúcho

DUQUE DE CAXIAS
Fernando, Eduardo, Alessandro, Daniel e Alan; Silva, Marcelo Cardoso, Renatinho (Humberto) e Madson; Edivaldo (Fabiano) e Viola (Dudu).
Técnico: Manoel Neto

Data: 23/01/2008 (Quarta-feira)
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Leandro Noel Laranja (RJ)
Auxiliares: Avelino Menezes Pimentel (RJ) e Raimundo Araújo dos Santos (RJ)
Público: 15.101
Renda: R$ 209.666,50
Cartões amarelos: Thiago Neves (Fluminense). Viola, Eduardo e Fernando (Duque de Caxias).
Gols: Edivaldo, aos 7 minutos; e Viola, aos 25 minutos do primeiro tempo. Thiago Silva, aos 3 minutos; Leandro Amaral, aos 8 minutos; e Washington, aos 27 minutos do segundo tempo.

By Fernando Arbex

Palmeiras vence Marília fora de casa!

janeiro 24, 2008

pl.jpg

 O Palmeiras foi a Marília enfrentar o time da cidade, sabendo que não seria nada fácil vencer. O Marília chegou à terceira rodada na condição de líder e sem ter sofrido nenhum gol.

Mas Luxemburgo armou o time para vencer e conseguiu os três pontos no Estádio Bento de Abreu.

O jogo começou com o Marília pressionando o Palmeiras no início. Logo com 1 minuto de bola rolando, João Vítor faz boa tabela pela direita e chuta com força, sobre o gol de Diego Cavalieri.

Aos 25, Romeu arrisca disparo da intermediária e dá um susto em Diego, que vê a bola passar, com força, rente à trave esquerda.

Mas quem não faz…

Aos 32 minutos, Élder Granja cobra falta com categoria e coloca a bola no canto superior direito de Mauro, fazendo um bonito gol.

No segundo tempo, o Marília veio todo pra cima do alviverde paulista em busca do empate e dando muito espaço para a equipe de Luxembrugo que quase liquida os donos da casa logo aos 11 minutos.

Em rápido contra-ataque, William toca para Luiz Henrique e recebe de calcanhar. O camisa 20 dispara pela direita e chuta de bico, mas longe do gol de Mauro.

Aos 31, Élder Granja cobra falta da direita e o cruzamento surpreende Mauro, tocando no travessão antes de sair pela linha de fundo.

“Foi uma partida truncada e difícil, mas viemos com o propósito de marcar forte e fomos muito bem”, comemorou o zagueiro Gustavo.

MARÍLIA
Mauro; Vinicius, Gum e Rafael Fefo (Carlos André); Júlio César (Bruno Farias), João Marcos, João Vítor, Romeu e Cleiton Cearense (Alisson); Camilo e Wellington Silva
Técnico: Jorge Rauli

PALMEIRAS
Diego Cavalieri; Élder Granja, Gustavo, Dininho e Leandro; Pierre, Martinez, Valdivia e William (Deyvid Sacconi); Luiz Henrique (Wendel) e Alex Mineiro (Osmar)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Local: estádio Bento de Abreu, em Marília (SP)
Árbitro: José Roberto Marques
Auxiliares: Marcelino Tomas de Brito Neto e Danilo Ricardo Manis
Público: 8.146 pagantes
Renda: R$ 246.020,00
Cartões amarelos: Luiz Henrique (P), Cleiton Cearense (M), Martinez (P), Dininho (P), Júlio César (M) e Valdivia (P)
Cartão vermelho: João Vítor (M)
Gol: Élder Granja, aos 32min do primeiro tempo

By Fernando Arbex

Corinthians vence com golaço de Acosta!

janeiro 24, 2008

ac.jpg

O Corinthians entrou em campo com a desconfiança da torcida, que desta vez não lotou o Morumbi(quase 10 mil pagantes). A derrota de domingo para o São Caetano e as vaias para Acosta, obrigaram Mano Menezes a mexer no time e dar um “chacoalhão” no grupo.

O primeiro tempo não foi dos melhores. O time tinha bem mais posse de bola, mas não chegava ao gol adversário. Aos 20 minutos, após escanteio, Chicão ajeita para Acosta, que cabeceia por cima do gol.

Aos 29, Éverton Ribeiro fez boa jogada pela meia esquerda e rolou para André Santos fuzilar a rede, sem chances para Adinam.

Mas foi só. O gol empolgou a fiél mas o time não correspondeu em campo e foi para os vestiários com o placar magro.

Na segunda etapa, o time voltou melhor. Logo aos 5 minutos, Acosta e Finazzi fazem tabela. A bola sobra para o uruguaio, que bate forte em cima de Adinam e desperdiça a chance de ampliar.

Aos 14, veio o segundo gol.  Após toque de André Santos, Alessandro cruza para Acosta, que faz de letra. Um golaço. O atacante faz as pazes com a fiél que grita o nome do gringo.

Mas o time visivielmente cansou e passou a trocar passes, já que o Paulista não oferecia nenhum perigo.

“A vitória foi importante. Com o decorrer dos jogos, iremos nos entrosar”, disse, mais uma vez, Acosta.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 0 PAULISTA

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 23 de janeiro de 2008, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Ferreira Lima (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto e Hilton Francisco de Melo (ambos de SP)
Cartões amarelos: André Santos, Coelho e Bruno Octávio (C); Thiago Fraga, Dema e Rafinha (P)
Público: 9.490
Renda: R$ 146.616
GOLS: CORINTHIANS: André Santos, aos 29 minutos do primeiro tempo. Acosta, aos 14 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, Chicão, William e André Santos; Bruno Octávio, Perdigão (Carlos Alberto), Everton Ribeiro (Coelho) e Dentinho; Acosta (Lulinha) e Finazzi
Técnico: Mano Menezes

PAULISTA: Adinam; Dema, Diego Padilha e Devas; Marco Aurélio, Thiago Fraga (Marcelo Toscano), Réver, Ricardinho, Rodrigo Fabri (Júlio César) e Fábio Vidal (Rafinha); Neto Baiano
Técnico: Marcus Vinícius

By Fernando Arbex

Cruzeiro é campeão Brasileiro Sub-20

dezembro 19, 2007

cruz.jpg

O Cruzeiro venceu o Internacional por 1 a 0, na noite desta terça-feira, no Estádio Passo D’areia, no Rio Grande do Sul, e faturou o título do segundo Campeonato Brasileiro Sub-20.

O gol da vitória da equipe mineira, que também venceu a Copa São Paulo de Juniores nesta temporada, veio dos pés de Joabe, cobrando pênalti.

Aos 25min da etapa complementar, Zé Eduardo avançou em velocidade pela esquerda e foi parado com falta, dentro da área, pelo zagueiro Titi.

Pênalti marcado pelo árbitro Leonardo Gaciba e cobrado com perfeição pelo atacante cruzeirense Joabe.

Fonte: Terra Esportes

By Vitrola

Ronaldinho marca e Barcelona vence no Campeonato Espanhol!

dezembro 10, 2007

127.jpg

Na volta de Ronaldinho ao time titular do Barcelona, a equipe derrotou o La Coruña em casa por 2×1 e retomou a vice-liderança do Campeonato Espanhol a quatro pontos do líder Real Madri.

O jogo começou quente, e logo aos 2 minutos Cristian mostrou o cartão de visitas e fez 1×0 para o La Coruña calando o Camp Nou. Mas depois disso só deu Barcelona. Em uma boa jogada, Iniesta invadiu a área e foi derrubado. Pênalti! Ronaldinho bateu com perfeição e empatou o jogo.

No segundo tempo, o técnico Frank Rijkaard mexeu na equipe do barça. Deco entrou no lugar de Zambrotta e a equipe catalã melhorou muito. Em uma boa jogada de Messi pela esquerda, ele rolou para Puyol que cruzou para área. Bojan não alcancou, mas o goleiro Manús espalmou nos pés de Xavi que só tocou pra dentro, 2×1.

O Barcelona pressionou até o final, mas a partida acabou em 2×1.

By Fernando Arbex 

Brasil é bicampeão da Copa do Mundo de Vôlei

dezembro 3, 2007

hffg.jpg

A seleção brasileira masculina de vôlei venceu o Japão neste domingo e conquistou o bicampeonato da Copa do Mundo.

A equipe, que já estava classificada para os Jogos Olímpicos de Pequim, derrotou o time japonês por três sets a um, com parciais de 23/25, 25/21, 25/19 e 25/18. Segundo a Confederação Brasileira de Voleibol, é o 21o título do time em 26 competições sob o comando de Bernardinho, que assumiu o cargo de treinador em 2001.

By Vitrola

Seleção Brasileira de vôlei vence mais uma

novembro 23, 2007

picy.jpg

A Seleção Brasileira masculina de vôlei derrotou a Bulgária, nesta SEXTA-FEIRA (23.11), no Toyama City General Gymnasium, em sua quinta das 11 partidas que terá de disputar na Copa do Mundo 2007. A quarta vitória verde-amarela na competição foi sobre a Bulgária, por 3 sets a 0, parciais de 25/14, 25/21 e 25/19.

A Seleção Brasileira viajará neste SÁBADO (24.11) para a cidade de Okayama, onde disputará as próximas três partidas pela Copa do Mundo masculina de vôlei 2007. O primeiro desafio desta terceira fase será a Austrália, no DOMINGO (25.11), às 7h05 (de Brasília), no Momotaro Arena, em Okayama.

Notícia tirada diretamente do site da CBV.

By Vitrola

Brasil vence Uruguai graças a Luís Fabiano

novembro 22, 2007

24618.jpg

A Seleçao Brasileira venceu o jogo de ontem contra o Uruguai, no sufoco. A equipe do técnico Dunga entrou perdida em campo, com problemas em todos os setores e foi dominada completamente pelo Uruguai no primeiro tempo. E aos 8 minutos, Pereira avançou pela direita e driblou Ronaldinho antes de cruzar. Júlio César tentou o corte, e a bola caiu na cabeça de “Loco” Abreu, que cabeceou para o gol vazio, calando a torcida brasileira que lotava o Morumbi.

A Seleção continuava apática até que, aos 43 minutos do primeiro tempo, quando Luís Fabiano recebeu na área, e bateu sem ângulo. A bola passou entre as pernas de Carini e foi morrer no fundo das redes. Um empate injusto pelo primeiro tempo realizado.

 Quem pensava que o Brasil empolgaria na segunda etapa, se enganou. O Uruguai continuou dominando a partida e levando perigo ao gol do goleiro, Júlio César, que realizava ótimas defesas. Dunga resolveu mexer na equipe aos 15 minutos, tirou Ronaldinho que vinha sendo chamado pela torcida de “pipoqueiro” e colocou o volante Josué. A mudança surtiu efeito, o Brasil melhorou o passe no meio campo e, aos 19 minutos, Luís “Fabigol” mostrou porque é matador. Maicon avançou pela direita e cruzou, Gilberto pegou errado na bola que, sobrou para o Fabuloso oportunista, marcar.

O Uruguai continuou pressionando até o final em busca do gol de empate. Aí quem salvou a pátria foi o goleiro Júlio César, fazendo defesas importantissímas. Resultado final, graças a boas intervenções de Júlio César e a contusão do Afonso, porque se não fosse isso o Dunga não teria chamado o Luís Fabiano para as partidas. Obrigado Afonso, espero que tu fique contundido por mais tempo. E ao Luís Fabuloso só temos a agradecer, acho que o Brasil achou um camisa 9, até a volta do Fenômeno.

Ficha Técnica
Brasil 2 x 1 Uruguai
Equipes
Júlio César
Maicon
(Daniel Alves)
Juan
Alex
Gilberto
Mineiro
Gilberto Silva
Kaká
Ronaldinho
(Josué)
Robinho
(Vagner Love)
Luís Fabiano
Carini
Pereira
Lugano
Godín
Fucile
Gargano
Álvaro González
Ignácio González
(Bueno)
Cristian Rodríguez
Suárez
(Sánchez)
Abreu
Técnico:
Dunga
Técnico:
Oscar Tabárez
Gols
1ºT 43min – Luís Fabiano 8min – Abreu
2ºT 19min – Luís Fabiano  
Cartões amarelos
  Fucile
Álvaro González
Cristian Rodríguez
Suárez
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (BRA)
Árbitro: Héctor Baldassi (ARG)
Público e renda: 65.379 / R$ 4.321.225,00

By Vitrola

Colômbia desbanca a poderosa Argentina

novembro 21, 2007

t045dh01.jpg

A Colômbia aproveitou o fator campo na noite de ontem. Jogando na altitude de Bogotá há 2.600 metros acima do mar e, contando com o apoio da torcida, a seleção da casa conseguiu surpreender a toda poderosa Argentina.

O jogo começou morno com as duas equipes trocando muitos passes no meio de campo. Logo aos 24 minutos o atacante argentino, Carlitos Tevez, foi flagrado pelo bandeirinha agredindo o lateral-direito colombiano, Bustos. E não deu outra, o auxiliar entregou Tevez para o árbitro da partida que, o expulsou. Com um a menos os hermanos começaram a jogar melhor. Em uma falta cobrada rapidamente pelo astro, Riquelme, ele achou o atacanta Messi que, se livrou de todos os seus marcadores, que não eram poucos e fez um lindo gol.

Após o intervalo, os donos da casa vieram com uma postura mais ofensiva. Aos 17 minutos, o lateral-direito, Bustos, bateu uma falta com muita categoria e precisão, empatando a partida e fazendo o estádio El Campin estremecer. Sentindo o cansaço da altitude a Argentina foi presa fácil. E aos veio o Castigo. O atacante Rentería foi lançado por trás da zaga Argentina, fintou Abbondanzieri e bateu cruzado. Dayro Moreno chegou para completar para o fundo da rede, virando o marcador.

FICHA TÉCNICA:
COLÔMBIA 2 X 1 ARGENTINA

Estádio: El Campín, Bogotá (COL)
Data/horário: 20/11/2007, às 23h (de Brasília)
Árbitro: Jorge Larrionda (Fifa/URU)
Assistentes: Walter Rial (Fifa/URU) e Pablo Fandiño (Fifa/URU).
Renda/público: Não Divulgados
Cartões amarelos: Castrillón, Amaya, Bustos, Rentería (COL); Demichelis (ARG)
Cartões vermelhos: Tevez, 36’/1ºT (ARG);
GOLS: Messi, 36’/1ºT (0-1); Bustos 17’/2ºT (1-1); Dayro Moreno 37’/2ºT (2-1)

COLÔMBIA: Augustín; Bustos, W. Moreno, Mosquera e Vélez; Amaya, Castrillón (Torres/Intervalo), Carlos Sánchez e Ferreira(Grisales/Intervalo); T. Moreno (24’2ºT/ Dayro Moreno) e Rentería.
Técnico: Jorge Luis Pinto.

ARGENTINA: Abbondanzieri, Ibarra, Demichelis, Gabriel Milito e Zanetti; Mascherano, Gago, Cambiasso(Maxi Rodríguez/28’2ºT), Riquelme; Messi e Tévez.
Técnico: Alfio Basile.

By Vitrola

Torcida empurra Flamengo para mais uma vitória

novembro 12, 2007

piccar62blc.jpg

Com o Maracanã lotado, cerca de 87 mil pessoas entre pagantes e não pagantes, incentivaram o time da Gávea no confronto contra o Santos. A partida foi muito equilibrada na primeira etapa, com claras chances de gols para as duas equipes. Mas novamente quem fez a diferença foi a torcida rubro-negra. A multidão inflamada, cantava e gritava “ó meu mengo”…

Aos 30 minutos da etapa final, o atacante Souza marcou de cabeça o único gol da partida. O técnico do Santos, Wanderley Luxemburgo, bem que tentou mudar o resultado, colocou Petkovic e Renatinho em campo, mas os dois não conseguiram resolver os problemas santistas.

A arrencada do Flamengo neste Brasileirão foi extraordinária. Joel Santana pegou o time na zona de rebaixamento e, com uma ajudinha da CBF, que adiou alguns jogos da equipe Rubro-Negra, deixando eles treinarem mais e acertarem algumas contratações o time chegou aonde está. E hoje mais do que a torcida, a toda poderosa (Globo), torce e ajuda como pode o Flamengo com o objetivo de ver o time na Libertadores de 2008. E porque isso? Simples, é mais “audiência na sua televisão” como diria o apresentador Fausto Silva.

Ficha Técnica

FLAMENGO 1 X 0 SANTOS

Flamengo: Bruno; Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Jaílton (Obina), Cristian, Ibson e Toró (Roger); Renato Augusto e Souza (Léo Medeiros).
Técnico: Joel Santana

Santos: Fábio Costa; Alessandro (Petkovic), Domingos, Marcelo e Kléber; Maldonado, Adriano (Renatinho), Rodrigo Souto e Pedrinho; Rodrigo Tabata e Kléber Pereira.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Estádio: Mário Filho (Maracanã), no Rio de Janeiro – RJ
Data: 11/11/2007
Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR)
Cartões Amarelos: Toró (Flamengo); Maldonado, Pedrinho, Rodrigo Tabata (Santos)
Gol: Souza 30’/2T (Flamengo)

By Vitrola

Em noite de Ronaldinho, Barcelona vence Bétis!

novembro 5, 2007

110.jpg

Jogando em casa, o Barcelona venceu o Bétis por 3×0 e assuimiu a vice-liderança do Campeonato espanhol com 24 pontos, um a menos que o líder Real Madrid. O nome do jogo foi Ronaldinho, que marcou dois golaços de falta e quase fez outro de bicilceta. O outro gol foi marcado por Henry.

A torcida do barça aplaudiu muito a equipe, principalmente o craque brasileiro. Os jornais espanhóis hoje publicaram que Ronaldinho ressucitou.

– Ressuscitado. Ronaldinho lidera o Barça no triunfo sobre o Bétis com efetividade e bom jogo – diz o texto da crônica do diário “El Mundo Deportivo”, da Catalunha.

– O show de Ronaldinho. A melhor notícia para o Barcelona é que o brasileiro renasceu de suas cinzas e voltou a sentir importante – diz o diário catalão “Sport”.

By Fernando Arbex