Archive for the ‘Que Beleeeza’ Category

Quatro brasileiros indicados no prêmio para melhor do mundo!

outubro 21, 2008

Os brasileiros Ronaldinho Gaúcho, Kaká, Daniel Alves e Lúcio foram incluídos na relação dos candidatos ao prêmio de Melhor Jogador do Mundo pela Federação Internacional dos Jogadores Profissionais de Futebol (FIFPro). O ganhador será divulgado no próximo dia 27.

Além deles, três brasileiros naturalizados fazem parte da lista da quarta edição do prêmio: o zagueiro Pepe e o meia Deco, que atuam pela seleção portuguesa, e o volante Marcos Senna, que defende a Espanha.

A FIFPro anunciou nesta segunda-feira que os 45 mil jogadores profissionais pertencentes às 42 organizações do sindicato mundial, presidida pelo espanhol Gerardo González Movilla, receberam formulários para votar nos quais, nas suas opiniões, foram os melhores da temporada 2007-2008.

A relação completa é a seguinte:

Goleiros:
Boruc (Celtic)
Buffon (Juventus)
Casillas (Real Madrid)
Cech (Chelsea)
Van der Sar (Manchester United)

Laterais:
DANIEL ALVES (Barcelona)
Bosingwa (Chelsea)
Zambrotta (Milan)
Zanetti (Internazionale)
Sergio Ramos (Real Madrid)
Clichy (Arsenal)
Ashley Cole (Chelsea)
Evra (Manchester United)
Lahm (Bayern Munique)
Maldini (Milan)
Zhirkov (CSKA Moscou)

Defensores:
Cannavaro (Real Madrid)
Ricardo Carvalho (Chelsea)
Ferdinand (Manchester United)
LÚCIO (Bayern de Munique)
Nesta (Milan)
Pepe (Real Madrid)
Puyol (Barcelona)
Terry (Chelsea)
Vidic (Manchester United)

Meio-campistas:
Ballack (Chelsea)
Deco (Chelsea)
Essien (Chelsea)
Fabregas (Arsenal)
Gattuso (Milan)
Gerrard (Liverpool)
Iniesta (Barcelona)
KAKÁ (Milan)
Lampard (Chelsea)
Mascherano (Liverpool)
Pirlo (Milan)
Ribery (Bayern de Munique)
Marcos Senna (Villarreal)
Sneijder (Real Madrid)
Xavi (Barcelona)

Atacantes:
Arshavin (Zenit)
Berbatov (Manchester United)
Drogba (Chelsea)
Eto’o (Barcelona)
Henry (Barcelona)
Ibrahimovic (Internazionale)
Messi (Barcelona)
Van Nistelrooy (Real Madrid)
RONALDINHO GAÚCHO (Milan)
Cristiano Ronaldo (Manchester United)
Rooney (Manchester United)
Tévez (Manchester United)
Toni (Bayern de Munique)
Fernando Torres (Liverpool)
Villa (Valencia)

fonte:lancenet.com.br

By Fernando Arbex

Anúncios

Resultados da 2ª rodada da Liga dos Campeões!

outubro 2, 2008

01/10/2008 (qua)
Cluj (ROM)
0 x 0
Chelsea (ING)
01/10/2008 (qua)
Bordeaux (FRA)
1 x 3
Roma (ITA)
01/10/2008 (qua)
Anorthosis (CHP)
3 x 1
Panathinaikos (GRE)
01/10/2008 (qua)
Internazionale (ITA)
1 x 1
Werder Bremen (ALE)
01/10/2008 (qua)
Sporting (POR)
2 x 0
Basel (SUI)
01/10/2008 (qua)
Shakhtar (UCR)
1 x 2
Barcelona (ESP)
01/10/2008 (qua)
Liverpool (ING)
3 x 1
PSV Eindhoven (HOL)

By Fernando Arbex

Homenagem da semana. Reggie Miller!

agosto 26, 2008

By Fernando Arbex

Hamilton vence na Alemanha. Nelsinho Piquet é segundo!

julho 20, 2008

Até a volta 37, o GP da Alemanha estava até sonolento, com pouquíssimas disputa por posição. Foi aí que uma suspensão traseira do carro de Timo Glock mudou os rumos da prova: uma quebra e uma forte batida provocou a entrada do safety car na pista e colocou fogo na prova, que até então era tranquilamente liderada por Lewis Hamilton.

Melhor: o problema foi providencial para o brasileiro Nelsinho Piquet, que havia largado em 17º lugar. Único piloto a apostar em apenas uma parada nos boxes neste domingo, ele tinha acabado de sair do pit stop no momento do acidente. Com isso, ganhou diversas posições e chegou a liderar boa parte da segunda metade da corrida. No final, não suportou o bom rendimento da McLaren de Hamilton, mas mesmo assim encerrou a disputa com uma sensacional segunda colocação em sua décima corrida na categoria.

Coincidentemente, a maior conquista da carreira do filho do tricampeão mundial Nelson Piquet veio cinco dias antes do aniversário do piloto da Renault e em um circuito localizado a cerca de 20km do seu local de nascimento, a cidade alemã de Heidelberg – de acordo com Nelsinho, não há nenhuma relação com a Alemanha: o parto ocorreu lá apenas porque a maternidade local era melhor. Fato é que ele conquista o primeiro pódio na carreira justamente na pista onde seu pai estreou na categoria, em 1978.

Felipe Massa, por sua vez, foi o terceiro colocado. Trata-se da primeira vez desde o GP da Bélgica de 1991 que dois brasileiros sobem ao pódio de uma prova, com Piquet em terceiro em uma prova vencida por Ayrton Senna. Na ocasião, o Piquet pai curiosamente pilotava uma Benneton, equipe que se tornaria a Renault – foi também a última vez que o tricampeão mundial chegou a liderar uma corrida.

Confira a classificação final da prova:

1º- Lewis Hamilton (ING/McLaren)
2º- Nelsinho Piquet (BRA/Renault) – a 5s586
3º- Felipe Massa (BRA/Ferrari) – 9s339

4º- Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber) – a 9s825
5º- Heikki Kovalainen (FIN/McLaren) – a 12s411
6º- Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – a 14s403
7º- Robert Kubica (POL/BMW Sauber) – a 22s682
8º- Sebastian Vettel (ALE/Toro Rosso) – a 33s299
9º- Jarno Trulli (ITA/Toyota) – a 37s158
10º- Nico Rosberg (ALE/Williams) – a 37s625
11º- Fernando Alonso (ESP/Renault) – a 38s600
12º- Sébastien Bourdais (FRA/Toro Rosso) – a 39s111
13º- David Coulthard (ESC/Red Bull) – a 54s971
14º- Giancarlo Fisichella (ITA/Force India) – a 59s093
15º- Kazuki Nakajima (JAP/Williams) – a 1min00s003
16º- Adrian Sutil (ALE/Force India) – a 1min09s488
17º- Jenson Button (ING/Honda) – a uma volta

Abandonaram:

Rubens Barrichello (BRA/Honda) – volta 52
Mark Webber (AUS/Red Bull) – volta 41
Timo Glock (ALE/Toyota) – volta 37

fonte:gazetaesportiva.net

By Fernando Arbex

Flamengo é goleado no Uruguai

março 7, 2008

46899_490.jpg

Na noite desta quinta-feira, o Flamengo perdeu por 3 a 0 para o Nacional-URU no estádio Parque Central, em Montevidéu, pela terceira rodada da primeira fase da Taça Libertadores da América. Com o mau resultado fora de casa, o rubro-negro carioca ficou com quatro pontos e na segunda posição do Grupo 4 da competição. Já o time uruguaio ficou com seis pontos e na liderança isolada da chave.

Aproveitando bem o fato de estar jogando em casa, o Nacional foi para cima do Flamengo no primeiro tempo e abriu o placar aos 40 minutos, com um gol de Richard Morales. Na etapa final, o mesmo Richard Morales ampliou para os uruguaios aos 22 minutos. E, três minutos depois, Fornaroli deu números finais ao jogo.

Pela quarta rodada da primeira fase da Libertadores, o Flamengo e Nacional voltam a se enfrentar no próximo dia 19 de março. O jogo dessa vez acontece no Maracanã.

FICHA TÉCNICA:
NACIONAL 3 X 0 FLAMENGO

Estádio: Parque Central, Montevidéu (URU)
Data/hora: 06/03/2008 – 18h (de Brasília)
Árbitro: Pablo Pozo (Fifa-CHI)
Auxiliares: Cristian Julio (CHI) e Patricio Basualto (CHI)
Renda/público: Não divulgados
Cartões amarelos: Leonardo Moura, Ibson, Ronaldo Angelim (FLA); Bertolo (NAC)
Cartões vermelhos: Toró, 42’/1ºT; Leonardo Moura, 5’/2ºT
GOLS: Richard Morales, 40’/1ºT (1-0) e 21’/2ºT (2-0); Fornaroli, 23’/2ºT (3-0)

NACIONAL: Viera, Acosta, Victorino, Barone e Romero; Oscar Morales, Cardaccio, Arismendi (Ligüera – 26’/2ºT) e Bértolo; Fornaroli (Perrone – 39’/2ºT) e Richard Morales (Pereyra – 30’/2ºT) – Técnico: Gerardo Pelusso.

FLAMENGO: Bruno, Leonardo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Cristian, Ibson, Kleberson (Jaílton – 8’/2ºT) e Toró; Diego Tardelli (Marcinho – intervalo) e Souza (Jônatas – 24’/2ºT) – Técnico: Joel Santana.

By Vitrola

Dodô em noite inspirada, da show e comanda o Fluminense na vitória sobre o Arsenal

março 6, 2008

dodo.jpg

Arrasador! Essa seria a palavra ideal para definir a atuação de gala do Fluminense contra a equipe do Arsenal de Sarandí, da Argentina, no Maracanã, nesta quarta-feira. Com show de Dodô, autor de dois golaços e duas assistências, o time do técnico Renato Gaúcho fez seu primeiro jogo em casa na Libertadores com o pé direito, goleando o adversário por 6 a 0.

Com o resultado, o Tricolor soma quatro pontos e é o líder do Grupo 8 no critério de desempate. Uma nuvem branca de pó-de-arroz tomou conta do Maracanã quando o Fluminense entrou em campo, 22 anos depois da sua última exibição no estádio pela Libertadores. Com a bola rolando, o Tricolor foi com tudo para abrir o placar e não permitia qualquer reação do time visitante, que se limitava a fechar os espaços na defesa.

Diante de tanto poder ofensivo, o Arsenal caiu no erro de cometer faltas próximas à sua meta. Melhor para Thiago Neves, que com o pé esquerdo e muita categoria aproveitou a chance e colocou no ângulo direito de Cuenca, que nada pôde fazer. O show estava começando.

E dar show sempre foi uma das principais características do atacante Dodô, que mais uma vez fez valer seu apelido. O artilheiro dos gols bonitos, estreante na Libertadores, guardou o seu em grande estilo, ao concluir com um sem-pulo o cruzamento de Junior Cesar vindo da esquerda, e deixou Gabriel na cara do gol para ampliar, após “esconder” a bola de três marcadores.

Em uma das melhores atuações do Fluminense na temporada, 3 a 0 no placar, só no primeiro tempo. Nas arquibancadas, a dança do créu foi entoada com direito a coreografia.

Mal começou a etapa final, o artista da noite resolveu deixar a sua “pintura” no Maior do Mundo. Dodô, de fora da área, mandou no ângulo de Cuenca, de primeira. Um golaço!

O Arsenal não conseguia oferecer perigo algum para Thiago Silva e Luiz Alberto, que assistiam tranqüilamente à partida. Se na zaga estava tudo bem, no ataque estava melhor ainda. Com muito oportunismo, Washington ainda teve tempo de balançar a rede do adversário.

O Coração Valente aproveitou passe de Dodô, sempre ele, para tocar na saída de Cuenca. A torcida fazia festa quando Cícero fechou o caixão dos argentinos com mais um. Uma bomba de longe. Resultado final: 6 a 0 para o Fluminense. Créu neles…

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 6 X 0 ARSENAL DE SARANDÍ

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 5/3/2008 – 21h50min (de Brasília)
Árbitro: Carlos Torres (PAR)
Auxiliares: Manuel Bernal (PAR) e Gauto Tiburcio (PAR)

Renda/público: R$ 707.527,50 / 32.614 pagantes

Cartões amarelos: Cristian Díaz, Cuenca, Pellerano (ARS)

GOLS: Thiago Neves, 13’/1ºT (1-0); Dodô, 24’/1ºT (2-0); Gabriel, 44’/1ºT (3-0); Dodô, 5’/2ºT (4-0); Washington, 26’/2ºT (5-0); Cícero, 40’/2ºT (6-0)

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Gabriel, Thiago Silva, Luiz Alberto e Junior Cesar (Roger, 28’/2ºT); Ygor, Arouca (Fabinho, 28’/2ºT), Conca e Thiago Neves (Cícero, 23’/2ºT); Dodô e Washington. Técnico: Renato Gaúcho.

ARSENAL DE SARANDÍ: Cuenca, Espínola, Mosquera, Mantellán e Cristian Díaz; Carrera (Gómez, 16’/2ºT), San Martín (Pellerano, 18’/1ºT), Casteglione e Yacuzzi; Biagini (Leguizamón, 16’/2ºT) e Calderón. Técnico: Gustavo Alfaro.

By Vitrola

Corinthians vence a Ponte e fica no G4

fevereiro 25, 2008

acosta-timao.jpg

A etapa inicial foi marcada por muita chuva, que deixou o gramado pesado e colaborou para que o jogo fosse fraco tecnicamente, sem muitas jogadas trabalhadas. Com isso, as duas equipes mostraram um futebol truncado, com muitos chutões e pouco aproveitamento no ataque.

A primeira chegada do Timão no setor ofensivo foi apenas ao 10 minutos da etapa inicial, quando Lulinha cruzou para Acosta, mas o uruguaio perdeu o tempo da bola e não concluiu em gol. Depois disso, o time comandado por Mano Menezes conseguiu se manter no ataque. Foram duas ótimas chances com o atacante Acosta. Uma delas inclusive entrou no gol, mas foi mal anulada pelo assitente Alessandro Pitol Arantes.

Apesar de Renato e Wanderley se mexerem bastante e darem boas opções para jogadas ofensivas, a equipe do interior paulista sentiu a falta das armações de Elias e Fabiano, que simplesmente sumiram no decorrer do jogo.O segundo tempo, já sem chuva, contou com mais toque de bola. E, apesar da Ponte Preta ter conseguido atacar um pouco mais, aos 13 minutos, o Corinthians que teve mais sorte. O improvisado lateral-direito, Carlos Alberto saiu do meio-campo, chegou na ponta direita e cruzou para Acosta balançar a rede. Depois disso, a pressão foi quase toda corintiana, que só levou alguns sustos.

Assim como nas últimas vitórias do Corinthians, quem se sobressaiu em campo e conseguiu subir com perigo foi o lateral-esquerdo André Santos. O jogador foi a opção em jogadas de bolas paradas e nos cruzamentos para a área.

O resultado, justo pelo que as duas equipes proporcionaram dentro de campo, colocou a equipe da capital paulista de volta ao G4 do Estadual com 20 pontos (com um gol de saldo à frente do São paulo). Já a Ponte perdeu a liderança para o Guaratinguetá, que venceu o Juventus por 1 a 0 na manhã deste domingo

Na próxima rodada o Corinthians fará o clássico contra o Palmeiras, no domingo às 16h no Morumbi. No mesmo dia, a Ponte pega a Portuguesa em casa às 18h10.

FICHA TÉCNICA:
PONTE PRETA X CORINTHIANS

Estádio: Moisés Lucarelli, Campinas (SP)
Data-Hora: 24/2/2008, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Rogério
Auxiliares: Evandro Luiz Silveira e Alessandro Pitol Arantes
Renda/público: R$218.540,00/ 16.267 pagantes
Cartões amarelos: Leandro (Ponte Preta); Carlão (Corinthians)
Cartões vermelhos:
GOLS: Acosta – 13’/2ºT

PONTE PRETA: Aranha; Eduardo Arroz (Raulen – 42’/2ºT), César, Jean e Vicente; Ricardo Conceição, Fabiano (Danilo Neco 24’/2ºT), Elias e Renato; Leandro (Luis Ricardo 33’/2ºT) e Wanderley. Técnico: Sérgio Guedes.

CORINTHIANS: Júlio César; Carlos Alberto, Chicão, William e André Santos; Bruno Octávio, Fabinho, Carlão e Lulinha (Héverton 37’/2ºT); Dentinho (Bóvio 45’/2ºT) e Acosta (Éverton Ribeiro 39’/2ºT). Técnico: Mano Menezes.

By Vitrola

De virada, Barcelona vence o Celtic fora de casa!

fevereiro 20, 2008

2.jpg

 Jogando fora de casa, o Barcelona venceu o Céltic por 3×2 e deu um passo importante para tentar chegar a semi-final da Champions League. O gol fora de casa é o primeiro critério de desempate, em caso de igualdade no saldo final de gols.

O Céltic mostrou sua força dentro de casa e veio pra cima no primeiro tempo.  Após uma dividida, a bola sobrou para Naylor, que cruzou para área. A bola encontrou o alto Vennegoor of Hesselink, que completou para o gol, aos 15 minutos.

Mas três minutos depois, o Barcelona mostrou a sua força. Messi tabelou com Deco e ficou de frente para o gol. Rapidamente, o argentino tocou com categoria na saída do goleiro Boruc. Um golaço!

Mas uma falha do goleiro espanhol Valdés colocou os escoceses na frente do marcador denovo. Aos 37,  Robson Barry escorou cruzamento da esquerda, e a bola encobriu o goleiro.

Na segunda etapa, o Barcelona voltou melhor. Logo aos seis minutos, a zaga local saiu jogando errado, e a bola ficou com Ronaldinho, que passou para Henry. O francês invadiu a área e bateu colocado na saída de Buroc empatando a partida. Um belo gol.

Aos 34 minutos, o nome do jogo Messi fez o gol da virada. O atacante recebeu bola dentro da área, driblou o zagueiro e bateu no canto direito para virar o jogo e colocar os espanhóis próximos da vaga na próxima fase.

Celtic
Boruc; Paul Caddis (Mark Wilson), Gary Caldwell, Stephen MacManus e Lee Naylor; Nakamura, Paul Hartley, Barry Robson e Aiden McGeady; Vennegoor of Hesselink (Samaras) e Scott MacDonald
Técnico: Gordon Strachan

Barcelona
Victor Valdés; Puyol, Gabriel Milito, Rafa Márquez e Eric Abidal; Yaya Toure, Andrés Iniesta, Deco (Xavi) e Lionel Messi; Thierry Henry (GudJohnsen) e Ronaldinho Gaúcho (Samuel Eto’o)
Técnico: Frank Rijkaard

Local: Celtic Park, em Glasgow (Escócia)
Árbitro: Peter Fröjdfeldt (Suécia)
Gols: Vennegoor of Hesselink (Cel) aos 15, Messi (Bar) aos 18, e Barry Robson aos 37 minutos do primeiro tempo; Henry (Bar) aos seis, e Messi (Bar) aos 34 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Barry Robson, Samaras e Hartley (Cel); Deco (Bar)

By Fernando Arbex

 

Corinthians vence por goleada na Copa do Brasil

fevereiro 14, 2008

dentinho1.jpg

Começou ontem, quarta-feira 13, o maior torneio mata-mata do país, a Copa do Brasil. Torneio esse, chamado de: “Atalho para a Libertadores” pelo menor número de jogos que os times fazem comparado ao Campeonato Brasileiro, para chegar a competição intercontinental.

A estréia da equipe do Parque São Jorge não porderia ser melhor, goleou o Barras do Piauí, eliminando o jogo de volta em São Paulo.

Na base do três vira e seis acaba, o timão aplicou a maior goleada da rodada 6 a 0 contra a fraca equipe piauíense. O destaque da partida ficou por conta do atacante Dentinho, que marcou os três primeiros gols do time paulista na partida. O quarto gol foi marcado pelo garoto Lulinha, que anotou seu primeiro gol como profissional em 28 partidas, o argentino Herrera e o meia Marcel que entrou na segunda etapa deram números finais ao marcador.

O Corinthians não encontrou dificuldades alguma na partida. A equipe do Barras foi muito inferior, errou muitos passes e não deu nenhum chute ao gol do goleiro Felipe. O Mano usou o jogo para fazer alguns testes. Colocou o atacante Acosta (que nada fez) para jogar ao lado de Herrera. O Uruguaio teve algumas oportunidades mas não conseguiu convertelas em gols, parecia que estava sem confiança nas jogadas e ancioso nas finalizações.

FICHA TÉCNICA:
BARRAS-PI 0 x 6 CORINTHIANS

Estádio: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data/hora: 13/2/2008 – 21h45min (de Brasília)
Árbitro: André L. F. Castro (GO)
Auxiliares: Fabrício V. Da Silva (GO) e Flávio G Kanitz (GO)
Renda/público: R$ 66.982,50 / 5.355 pagantes
Cartões amarelos: Micael, Juba, Coelho e Kester (Barras); Alessandro, Bóvio, Herrera e Carlos Alberto (Corinthians)
Cartões vermelhos:
GOLS: Dentinho (20′, 22′ e 41’/1ºT), Lulinha (10’/2ºT), Herrera (25’/2ºT) e Marcel (46’/2ºT)

BARRAS: Flávio, Coêlho, Carlinhos, Juba, Kester; Josivan, Robson Baiano (Alemão 32’/1ºT), Barata e Naná; Sérgio Alves e Micael. Técnico: Flávio Araújo.

CORINTHIANS: Felipe, Alessandro (Marcel 1’/2ºT), William, Carlão, André Santos, Bóvio, Bruno Octávio, Carlos Alberto, Lulinha; Herrera e Dentinho (Acosta 14’/2ºT). Técnico: Mano Menezes.

By Vitrola

Meia Diogo Rincón pode jogar no Corinthians

fevereiro 12, 2008

diogo-rincon.jpg

O meia que o Corinthians procura pode ser Diogo Rincón. O jogador começou no Internacional e joga no Dinamo de Kiev desde 2002. Pelo clube ucraniano, marcou 42 gols em 116 partidas, é ídolo e só deixa o futebol da Ucrânia porque pediu para ser liberado e retornar ao Brasil.

Diogo Rincón chega na sexta-feira a Porto Alegre para definir em qual clube jogará. A proposta mais forte é do Corinthians, informação confirmada pelo próprio clube.

Rincón tem também propostas do Internacional e do Botafogo. A preferência é atuar em São Paulo e ele pode ser anunciado semana que vem como o meia que Mano Menezes desejava.

Quem corre por fora é o Inter, por causa da proximidade de Diogo Rincón com a família. O ponto favorável ao Corinthians é que Mano Menezes foi seu técnico nas divisões de base do Inter.

Fonte: Blog do PVC

By Vitrola

Palmeiras de Luxa perde para o Noroeste

fevereiro 3, 2008

palmeiras-e-noroeste.jpg 

O técnico Vanderlei Luxemburgo cobrou os jogadores durante a semana: queria um time com perfil vencedor. Mas em campo o Verdão, muito defensivo, não rendeu e perdeu por 1 a 0 para o Noroeste, neste sábado, no Estádio Dr. Alfredo de Castilho, em Bauru. Esta foi a segunda derrota do Alviverde no Paulistão, o terceiro jogo sem vitória.

Os pedidos de mudança não ficaram restritos apenas à atitude dos jogadores. Luxemburgo também mudou o perfil da escalação da sua equipe. E a troca foi total: do 4-3-3 ou ainda um 4-4-2 com dois meias, para uma formação com três zagueiros e três volantes, sem nenhum armador no meio-de-campo.

FICHA TÉCNICA:
NOROESTE 1 X 0 PALMEIRAS

Estádio: Dr. Alfredo Castilho, Bauru (SP)
Data-Hora: 2/2/2008 – 18h10min (de Brasília)
Árbitro: Robério Pereira Pires
Auxiliares: Manoel de Andrade Filho e Luis Alexandre Nilsen

Público e renda: 10.042 pagantes / R$ 259.860,00
Cartões amarelos: Julio e Gilsinho (NOR); Gustavo, Diego Souza e Maurício (PAL)
Cartões vermelhos: 24’/2ºT – Élder Granja (PAL)
GOLS: Vandinho, 40’/2ºT (1-0)

NOROESTE: Fabiano, Éder (32’/2ºT – Leandrinho), Bonfim, Anderson Marques e Leandro Santos (18’/2ºT – Vandinho); Ralf, Júlio, Gilsinho e Edno; Luciano Bebê e Otacílio Neto. Técnico: Márcio Bittencourt

PALMEIRAS: Diego Cavalieri, Gustavo, Maurício (15’/2ºT – Francis) e Henrique; Élder Granja, Pierre, Martinez, Makelele (Intervalo – Lenny) (28’/2ºT – Wendel) e Leandro; Diego Souza e Alex Mineiro. Técnico Vanderlei Luxemburgo.

By Vitrola

Luxemburgo é hostilizado pela torcida santista

janeiro 21, 2008
id_22314_torcida.jpg

Desta vez, Vanderlei Luxemburgo não foi recebido pela torcida do Santos com chuva de moedas, como em 1998, quando deixou o clube e foi para outro rival da capital, o Corinthians. Porém os gritos de “Uh, mercenário” entoados por parte dos torcedores não faltaram.

O trajeto de Luxa até o banco de reservas foi tranqüilo e sem interrupções – ele sequer cumprimentou seus ex-comandados.

Uma faixa em um dos camarotes da Vila Belmiro exibia o descontentamento de alguns fanáticos pelo time. “Luxa traíra” exibia a faixa. E, as manifestações já começaram minutos antes do clássico, quando o preparador físico do Palmeiras, Antonio Mello, pessoa marcante da comissão técnica de Luxa, apareceu no gramado e foi recebido com vaias.

By Vitrola

Ducati apresenta equipe para próxima temporada da MotoGp!

janeiro 9, 2008

115.jpg

A campeã da MotoGp de 2007, apresentou seus dois novos pilotos para a Temporada 2008 da competição. O campeão Casey Stoner da Austrália continuou na equipe e agora tem como companheiro  Marco Melandri, que estava na Honda.

A equipe apresentou também o novo modelo da Ducati para 2008, com muitas inovações técnicas que só poderão ser comprovadas na pista.

“Eu me sinto ótimo de vermelho”, declarou o italiano ao site oficial da escuderia. “Estou muito feliz de fazer parte da família Ducati. Eu sempre quis dirigir uma desde a primeira vez em que a vi. Quando vesti meu uniforme pela primeira vez, ontem, fiquei bastante emocionado. Estou ciente da oportunidade que recebi neste ano. Não será fácil, mas estou pronto para corresponder às expectativas de todos que me quiseram aqui”, disse Melandri.

By Fernando Arbex
 

Brasileirão 2007 elegê seus craques

dezembro 4, 2007

picttr.jpg

A cerimônia de entrega do prêmio Craque do Brasileirão aconteceu nesta segunda-feira, no Theatro Municipal, no Rio de Janeiro. A solenidade, apresentada por Tony Ramos e Marcos Palmeira, marcou a entrega das taças os campeões das Séries A, B e C – São Paulo, Coritiba e Bragatino, respectivamente.

Na escolha dos melhores da competição, o grande premiado da noite foi o São Paulo, que faturou em seis categorias. Destaque para o goleiro Rogério Ceni, que venceu, novamente, o de melhor goleiro. Além disso, a equipe do Morumbi ganhou os prêmios de melhor técnico, com Muricy Ramalho, e o de revelação, com o zagueiro Breno. O prêmio de melhor árbitro ficou com o gaúcho Leonardo Gaciba.

Confira os indicados e os vencedores de cada categoria:

MELHOR GOLEIRO:

1º lugar – Rogério Ceni (São Paulo)
2º lugar – Felipe (Corinthians)
3º lugar – Diego Cavalieri (Palmeiras)

MELHOR LATERAL-DIREIT0:

1º lugar – Leonardo Moura (Flamengo)
2º lugar – Joílson (Botafogo)
3º lugar – Coelho (Atlético-MG)

MELHOR ZAGUEIRO PELA DIREITA:

1º lugar – Breno (São Paulo)
2º lugar – Thiago Silva (Fluminense)
3º lugar – Fábio Luciano (Flamengo)

MELHOR ZAGUEIRO PELA ESQUERDA:

1º lugar – Miranda (São Paulo)
2º lugar – Alex Silva (São Paulo)
3º lugar – Juninho (botafogo)

MELHOR LATERAL-ESQUERDO:

1º lugar – Kléber (Santos)
2º lugar – Juan (Flamengo)
3º lugar – André Santos (Figueirense)

MELHOR VOLANTE PELA DIREITA:

1º lugar – Hernanes (São Paulo)
2º lugar – Pierre (Palmeiras)
3º lugar – Maldonado (Santos)

MELHOR VOLANTE PELA ESQUERDA:

1º lugar – Richarlysson (São Paulo)
2º lugar – Martinez (Palmeiras)
3º lugar – Rodrigo Souto (Santos)

MELHOR APOIADOR PELA DIREITA:

1º lugar – Ibson (Flamengo)
2º lugar – Diego Souza (Grêmio)
3º lugar – Paulo Baier (Goiás)

MELHOR APOIADOR PELA ESQUERDA:

1º lugar – Valdívia (Palmeiras)
2º lugar – Thiago Neves (Fluminense)
3º lugar – Jorge Wagner (São Paulo)

MELHOR ATACANTE:

1º lugar – Acosta (Náutico)
2º lugar – Leandro Amaral (Vasco)
3º lugar – Dagoberto (São PAulo)

MELHOR CENTROAVANTE:

1º lugar – Josiel (Paraná)
2º lugar – Dodô (Botafogo)
3º lugar – Aloísio (São Paulo)

MELHOR TÉCNICO:

1º lugar – Muricy Ramalho (São Paulo)
2º lugar – Joel Santana (Flamengo)
3º lugar – Caio Júnior (Palmeiras)

MELHOR ÁRBITRO:

1º lugar – Leonardo Gaciba (RS)
2º lugar – Heber Roberto Lopes (PR)
3º lugar – Paulo César de Oliveira (SP)

REVELAÇÃO DO CAMPEONATO:

Vencedor – Breno (São Paulo)
Outros indicados: Felipe (Corinthians) e Hernanes (São Paulo)

CRAQUE DA TORCIDA

Vencedor – Rogério Ceni (51,56% dos votos)

By Vitrola

Kaká é eleito melhor jogador do mundo

dezembro 3, 2007

kaka.gif

Aconteceu o que já era previsto. O brasileiro, Kaká, conquistou neste domingo, a Bola de Ouro da revista “France Football”. O jogador disse que, o que a diferença para ele vencer a disputa com seus adversários, o atacante português Cristiano Ronaldo, do Manchester United, e o meia-atacante argentino Lionel Messi, do Barcelona, foi a artilharia na Liga dos Campeões pelo seu clube, o Milan.

“Sabia que era um dos favoritos para ganhar o prêmio graças ao título da Liga dos Campeões que ganhei com o Milan, e ao fato de ter sido o artilheiro” disse, o jogador em entrevista coletiva.

O brasileiro conquista a Bola de Ouro no ano em que a “France Football” decidiu permitir a participação de jogadores que atuam fora da Europa.

Ao receber o prêmio, Kaká lembrou dois de seus heróis: o ex-jogador Raí, ídolo de sua infância, e o atacante Ronaldo, que o inspirou no início de sua carreira.

– Quando era criança, Raí era uma estrela no São Paulo e nos inspirava. Sempre o considerei meu ídolo. Depois, quando me tornei profissional, Ronaldo – que agora é meu companheiro – foi um exemplo por seu talento, por tudo o que fez nos clubes e na Seleção – explicou.

By Vitrola